Visitar a orla de Boa Viagem e não sentir o característico cheiro da maresia. Sentar-se à mesa no fim de semana para almoçar o seu prato preferido e não conseguir sentir o sabor. Ou quem sabe, tentar correr e sequer conseguir caminhar alguns quilômetros. Essas são apenas algumas das sequelas e experiências relatadas por várias pessoas que até hoje sofrem as consequências de terem sido contaminados pelo novo coronavírus.

Após um ano diante de uma pandemia global, já existem vários estudos que mostram que o vírus age de forma distinta em cada indivíduo. De certa forma, quem contrai o coronavírus, pode passar ileso por ser assintomático ou sofrer com os sintomas da doença. Em alguns caso, mesmo o indivíduo possuindo um histórico de prática de atividades físicas, não há garantia de que passe ileso a falta de ar e colapso no funcionamento dos pulmões, exigindo o uso de respiradores, remédios e até internação em UTI.

E diante de mais um recorde de 4195 óbitos pela Covid-19, dados estes registrados em boletim do Ministério da Saúde, realizamos mais um episódio ao vivo realizado no YOUTUBE.COM/PERUNNING, ao lado de Clécio Cordeiro e Vinícius Moraes, dois corredores de rua e que por pouco não tiveram suas vidas interrompidas pela Covid-19.

Ouça agora, ou quando puder, buscando por PAPO CORRIDA no SpotifyDeezerAmazon Music ou qualquer outro aplicativo agregador de podcast para IOS ou Android! Aproveita o embalo e segue a gente também no Instagram, no @papocorrida.

 

Artigo anteriorOs benefícios do treinamento de força para corredores
Próximo artigoApenas 11 minutos de exercício por dia têm efeito na sua saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui