Esta é uma discussão antiga e, quem faz parte de grupo de corrida, está muito familiarizado com ela. É um assunto chato, incômodo e, as vezes, motivo de expulsão.

A pergunta, portanto, sempre fica no ar: usar camisas de um grupo o qual você não faz parte não pode?

A resposta: depende de você.

A escolha é sua

Grupos de corrida não são assessorias ou empresas. São apenas amigos os quais se unem para correr. Contudo, eles compartilham pensamentos semelhantes, bons momentos juntos e isso tudo está unido em uma camisa.

Esses amigos da pista se sentem tão bem juntos que marcam encontros pontuais como uma forma de compartilhar sua paixão pela corrida. São, as vezes, mais unidos e se veem mais que alguns parentes. São sim um grupo forte e criam uma camisa para usar juntos. Uma espécie de fardamento que os tornam ligados fisicamente, porque mente e coração já falam em uníssono.

Mas não são uma assessoria e não pagam aos atletas para usarem tal vestimenta. Eles compram aos líderes da equipe que encomenda em cotinhas ou do próprio bolso. É um esforço danado para juntar a grana e fazer uma encomenda na gráfica para garantir a entrega. Uma luta louvável porque nem todo mundo paga na data e os adms de equipes precisam cobrir até mesmo as desistências para suprir a necessidade de quem já pagou. Haja esforço!

Entretanto, ainda assim, não são uma empresa. Não apenas amigos que correm juntos. E se você se sente bem com esta camisa, legal. E se sentir bem com outra, tem amigos em outra equipe, não pode usar? Na verdade pode porque, se o grupo permitir a compra, você pode usar de outra equipe mesmo sem frequentar seus treinos.

Vestir o que te faz se sentir bem é muito importante.

Debate longo…

Alguns líderes, porém, não curtem. Acham que por um corredor vestir “o manto” de outro, está deixando de ser fiel com sua equipe. Será mesmo?

Ele vai aos treinos, compartilha as corrida, torce com os amigos, participa das ações sociais e eventos e até leva lanche na tenda do grupo em grande quantidade para todo mundo provar. Então ele é fiel ao seu grupo. Porém, gostou muito de outra camisa e tem amigos por lá também. Aí não pode usar? Sério isso, Arnaldo?

O debate é longe e já rendeu muita chateação. O que alguns veem como prestígio de um corredor, mesmo fazendo parte de outra equipe, querer uma camisa do seu grupo, outros veem como desaforo, deslealdade.

Uma discussão a qual rende bate boca mesmo, daqueles dignos de bloqueio do WhatsApp.

Quando não é legal vestir outra camisa

Apesar de não ser proibido, o bom senso sempre é bem vindo. Não é legal, por exemplo, no dia do aniversário de sua equipe, você vir com outra. É só uma camisa, sabemos, mas é como aparecer em um chá de fralda sem a fralda.

Também não é bacana comparar ou desmerecer logos, cores e design. Cada camisa tem um sentido de ser, fruto da criatividade coletiva e merece apreço e carinho. Elas representam, acima de tudo, a união de pessoas com um propósito maior: ser feliz correndo.

Artigo anteriorRomel ShowMan será o primeiro nordestino a narrar uma corrida fora do Brasil
Próximo artigoUnder Armour lança tênis para running mais leve e rápido da história da marca

3 COMENTÁRIOS

  1. Gente pelo amor de Deus, usar uma camisa não é julgamento de caráter. Cada um usa o que quer porque se sente bem. Corrida não é campo de guerra, onde temos que estar fardados para dizer qual é o nosso lado. Por favor se alguém acha um absurdo usar uma camisa de outro grupo deveria ir procurar terapia, pois isso é síndrome de posse.
    Tenham um ótimo dia.

    • Perfeito!! Bem assim. Concordo com o texto acima que numa festa de aniversário de uma equipe ir com a camisa de outro grupo, tendo a da equipe aniversariante, é deselegante. No mais quanto mais colorido , melhor!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui