Nunca foi tão caro ser um corredor de rua. A alta da inflação ocasionada por motivos diversos (não é o nosso foco aqui) elevou os custos de tudo. Todo mundo notou que a alimentação ficou mais cara. Logo, isso eleva o preço da hidratação durante os eventos. Os tecidos aumentaram e deixou o kit mais caro. É uma reação em cadeia.

Nunca foi tão caro ser um corredor participativo. Correr a gente pode, sempre pôde em nossos bairros, praças e nos acostamentos da vida. Participar de eventos, contudo, não está sendo um dos melhores momentos.

Está caro para todo mundo

Antes de dar força ao pensamento que “os organizadores são uns fdp que querem ficar ricos”, pensem que está caro para eles também. O litro de gasolina está por R$ 8 em algumas cidades e a locomoção de todo mundo é afetada. Contratar batedores ficou mais caro, hein? Staffs, dentre outros.

Então vamos correr na nossa cidade? As organizações utilizam envio da estrutura e cobram seus itens na localidade mesmo, na cidade do evento. A água está cara e as frutas também. E há ainda o combustível para levar todos os itens até o local do evento.

A conta está alta para todos.

Não é à toa que a Maratona da Cidade de Natal está por R$ 159. Ou a Maratona do Rio que está por R$ 220 quando muitos já pagaram R$ 150.

Acha que chegou apenas nos eventos caros? No início da pandemia, por exemplo, tínhamos muitos eventos virtuais por R$ 10 a medalha. No momento estamos entre R$ 30 e 40 e subindo cada vez mais. A medalha ficou mais cara na fábrica. Afetou até mesmo quem queria continuar colecionando apenas as medalhas e correr perto de casa.

Vai melhorar?

Este não é o melhor momento da economia brasileira, mas também não é o pior. Já tivemos alta de preços antes e voltamos ao normal. Em breve teremos uns ajustes econômicos e é possível que o cenário melhore.

Até lá, vamos vivendo de treinos, menos eventos de corrida no ano para manter o porta medalha atualizado e vamos melhorar. Enquanto isso, vai convidando os amigos e curtindo o prazer de liberar a endorfina que todo corredor de rua ama.

Artigo anteriorCorredrilha chega em sua sexta edição
Próximo artigoChega ao mercado brasileiro o revolucionário Nike ZoomX Streakfly

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui